Motor

Flagra: nova Chevrolet S10 terá frente inspirada em Blazer e Camaro

Picape média aparece quase sem camuflagem nos EUA e exibe uma nova grade frontal. Chegada será em 2020, com direito a Wi-Fi

Nova S10 terá grade alargada inspirada no Blazer

Nova S10 terá grade alargada inspirada no Blazer (Motor1/Internet)

A Chevrolet promete lançar sete novos produtos no mercado brasileiro em 2020, entre modelos, trocas de geração, renovações visuais e versões/séries inéditas.

Uma das novidades será o segundo facelift de meia vida para a atual geração da Chevrolet S10, já flagrada no Brasil em julho deste ano com uma camuflagem, embora pesada, limitada ao balanço dianteiro da carroceria.

Também pudera: as principais mudanças da picape média estarão no desenho de sua parte frontal.

Camuflagem dianteira leve revela: para-choque dianteiro também muda, mas faróis seguem os mesmos

Camuflagem dianteira leve revela: para-choque dianteiro também muda, mas faróis seguem os mesmos (Motor1/Internet)

Flagra publicado pelo site Motor1 americano com a Holden Colorado, versão australiana da nossa S10, durante testes de rodagem nos Estados Unidos, antecipa bem o que vem por aí.

Com ainda menos camuflagem, o protótipo fotografado exibe os mesmos faróis usados pela nossa S10 desde 2015. Já o para-choque, o nicho dos faróis de neblina e a grade mudarão um bocado.

Formato da grade bebe claramente da fonte do SUV americano Blazer

Formato da grade bebe claramente da fonte do SUV americano Blazer (Divulgação/Chevrolet)

O maior destaque necessariamente tem de ir para a grade.

Observe nas imagens como ela, ainda bipartida, ficará mais ampla e ganhará formato de carretel, com os dois trapézios contrapostos sendo alargados de dentro para fora, e não mais das extremidades para o centro.

É a mesma solução vista no atual Blazer. Até as novas divisórias em formato de colmeia são similares às do suvão americano, bem como às do Camaro.

O muscle também parece ter servido de inspiração para os traços da faixa central que reparte a grade. O restante do protótipo aparece limpo, porque do capô para trás não há muito o que esconder.

Camaro também serviu de inspiração com a faixa central e as divisórias da grade

Camaro também serviu de inspiração com a faixa central e as divisórias da grade (Divulgação/Chevrolet)

Rodas, estribos laterais, lanternas, para-choque traseiro, tampa da caçamba e desenho da cabine dupla são facilmente reconhecíveis na gama da atual S10.

O único item destoante é o santantônio, formado por dois braços tubulares, solução vista apenas na Colorado australiana e que não deve pintar por aqui.

A presença de um motorista do lado direito, aliás, denuncia que a picape flagrada é mesmo a irmã gêmea da S10 vendida pela Holden em terras oceânicas, e não a versão brasileira.

Traseira da S10 seguirá igual a antes

Traseira da S10 seguirá igual a antes (Motor1.com/Internet)

Voltando a falar de Brasil, por aqui a nova S10 deve manter as configurações cabine simples e dupla, bem como a motorização.

As versões flex têm à disposição o propulsor 2.5 Ecotec de 206 cv e 27,3 mkgf, sempre com câmbio automático e opção de tração 4×2 ou 4×4.

Já o 2.8 tubodiesel, da mesma família, rende 200 cv e 44,9 mkgf quando aliado a caixa manual, sendo 51 mkgf se acoplado a transmissão de seis marchas com conversor de torque. Nele, a tração é sempre 4×4.

A nova S10 deve ser lançada no segundo semestre de 2020, como linha 2021, com produção em São José dos Campos (SP). Junto a ele, o suvão Trailblazer também deve ser atualizado.

Outra novidade preparada para a família será a presença de Wi-Fi a bordo, item já existente nos novos Cruze e Onix.

Para ambos, a reestilização terá vida útil até 2023, ano para o qual a GM prepara a terceira geração da picape. Ela se tornará um projeto global, unificado com a Chevrolet Colorado americana.

Fonte

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *