Fatos Fatos famosos Fatos recentes

Além de gosto de terra, água que abastece o Rio agora tem detergente – 04/02/2020 – Cotidiano

Ainda às voltas com problemas na qualidade da água, a Cedae (Companhia Estadual de Água e Esgoto do Rio de Janeiro) informou nesta segunda (3) que suspenderá a operação do sistema que abastece a capital devido à presença de detergente no rio Guandu.

Em nota, a empresa diz que o material foi arrastado pelas fortes chuvas registradas na região metropolitana do Rio neste domingo (2).

“Para garantir a segurança hídrica das regiões atendidas pelo sistema Guandu, a diretoria de Saneamento e Grande decidiu fechar as comportas da entrada do canal principal da estação”, diz o texto.

O sistema Guandu é responsável pelo abastecimento de grande parte da região metropolitana do Rio, entregando água a cerca de nove milhões de pessoas em oito cidades. 

Uma população que, desde o início do ano, vem recebendo água com gosto de terra devido à proliferação de geosmina, substância orgânica que é produzida quando há multiplicação acentuada de bactérias em ambientes aquáticos, como em mananciais que recebem esgotos não tratados.

O problema vem causando transtornos à população e elevação nas vendas de água mineral na região atendida pela companhia.

Há duas semanas, o diretor de Saneamento e Grande Produção, Marcos Chimelli, foi demitido. O presidente da companhia, Hélio Cabral, por enquanto se mantém no cargo.

Em entrevistas Witzel vem repetindo que a água não está imprópria para o consumo, apesar do forte cheiro de terra.

Segundo especialistas, o surgimento da geosmina está relacionado ao excesso de esgoto na água do Guandu, que é alimentado pelo rio Paraíba do Sul e atravessa áreas urbanas e industriais. 

Na nota desta segunda, a Cedae informou que técnicos da companhia estão monitorando a captação de água até que a concentração do detergente não represente risco à operação da estação.

A entidade não informou por quanto tempo consegue abastecer a população sem captar água.

O Inea (Instituto Estadual do Meio Ambiente) disse que foi comunicada da suspensão da captação no Guandu às 19h desta segunda e que nesta terça (4) fará coleta de amostras para análise no rio Poços, que deságua no Guandu, próximo ao distrito industrial de Queimados, na região metropolitana.

Fonte

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *