Fatos Fatos famosos Fatos recentes

Descubra porquê o Governo pode lhe dar o equivalente a um aumento de mais de 12% em seu salário – De grão em grão

Você provavelmente já ouviu que algumas empresas não pagam quase zero em impostos ou, às vezes, até recebem do Fisco. Costumamos pensar que elas estão fazendo um pouco de incorrecto. Mas, esta é uma desfecho precipitada. Isso ocorre porque elas realizam um bom planejamento tributário. O que muitas pessoas não sabem é que, anualmente, o Governo oferece uma oportunidade de ouro aos assalariados para que eles ganhem mais de 12% de seu salário de volta. Explico inferior porquê você também pode se beneficiar.

Já escrevi explicando a razão de todos terem um projecto de previdência, além de um projecto para sua previdência. Hoje, focarei em um dos benefícios que aprendi ao longo de meus anos porquê investidor deste resultado.

Considero esse um dos maiores benefícios. Sozinho, ele já justificaria você decorrer, nesta segunda-feira, para indagar esta possibilidade.

Comecei a trabalhar em 1998 e, desde portanto, contribuí para um projecto de previdência. No início, a teoria era postergar segmento do pagamento do Imposto de Renda (IR) de 27,5% sobre o salário. Naquele momento, eu não tinha teoria de quanto retorno financeiro essa postergação poderia me gerar no porvir.

Ilustrarei o favor por meio de um exemplo simples. Imagine que você começou a utilizar em 2000 em um projecto de previdência do tipo PGBL (ou FAPI que era muito generalidade no pretérito).

Considere que sua renda anual bruta tributável foi de R$100 milénio nos últimos 20 anos. O projecto do tipo PGBL permite que você reduza a base tributável em até 12%, desde que invista esta proporção. Portanto, você poderia ter aplicado R$12 milénio todos os anos e assim ter postergado o pagamento do IR de 27,5% que pagaria sobre estes R$12 milénio.

Ou seja, você deixou de remunerar, anualmente, R$ 3,3 milénio em IR (=R$ 12 milénio *27,5%). Nascente montante que você pagaria ao Fisco sumiria de sua conta. No entanto, se fez um PGBL, você postergou o pagamento, o reduziu e ainda o manteve rendendo.

A grande mágica ocorre por meio dos juros compostos, isto é, dos juros sobre juros. Nascente valor de R$ 3,3 milénio, que você aplicou em 2000, se transformou em R$ 32.530,80, hoje, se seu PGBL rendeu 100% do CDI.

A tábua inferior demonstra, na quarta poste, para quanto o IR postergado se valorizou, do respectivo ano até a última sexta-feira.

Tábua com o favor de se utilizar em projecto do tipo PGBL. Segunda poste contém o valor sumo a utilizar em PGBL se a renda bruta anual é de R$100 milénio. Terceira poste contem o IR que foi postergado. Na quarta poste há a valorização do respectivo IR postergado.

É isso mesmo. A partir de um valor, que sumiria de sua conta, você ganhou rendimentos e ele se multiplicou.

O mais impressionante é a desfecho a seguir.

Antes, vamos relembrar uma propriedade do PGBL com regime tributário retrocessivo. Passados dez anos, a alíquota de IR a ser paga sobre o valor de R$ 12.000,00 se reduz para 10%, dos 27,5% anteriores.

Observe a quinta poste da tábua supra. O lucro de R$ 31.330,80 (R$ 32.530,80 – R$ 12.000 *10%) representa o lucro líquido do IR que tem a remunerar sobre o valor da emprego inicial. E isso foi obtido somente com a valorização do montante de IR que teria pagado.

Isso quer expressar que, quem aplicou R$12 milénio em previdência há 20 anos, recebeu mais do que o duplo desse valor de volta, mas não foi com o rendimento dele em si, pois esse nem foi considerado no cômputo. Você teria ganhado 29% de seu salário de 2000 de volta, somente com o rendimento do IR que postergou o pagamento.

É porquê se o Governo tivesse aumentado em 31% seu salário.

Pela tábua supra, para um salário de R$ 100 milénio, se sua emprego em previdência rendeu 100% do CDI e você veio aplicando nos últimos vinte anos, você postergou o pagamento de R$ 66 milénio em IR. Com leste numerário, que a princípio você daria à Entidade Fiscalizadora, você o teria transformado em mais de R$ 225 milénio.

 

Mas e se eu não apliquei no pretérito, ainda posso usufruir do favor?

Sim. A vantagem de postergação de IR, pela emprego em projecto de previdência do tipo PGBL, ainda existe e você pode ter o mesmo favor explicado supra, que equivale a um aumento de mais de 12% em seu salário em alguns anos.

Basta iniciar, antes do término do ano, seu projecto de previdência.

 

Em quanto tempo posso ter o “aumento” de 12% do salário com o IR postergado?

Primeiro é preciso considerar que deve permanecer pelo menos dez anos para que a alíquota de IR caia para 10%, no caso do PGBL retrocessivo.

A tábua inferior apresenta o prazo para que ganhe de volta os 12% de seu salário, somente com a valorização do IR a ser pago. O prazo está relacionado à rentabilidade de seu projecto de previdência.

Prazo para se ter o montante postergado de IR se valorizando de forma a proporcionar um lucro líquido equivalente ao valor inicial aplicado na previdência, ou seja, representando 12% do salário.

Por exemplo, com um projecto de previdência com rendimento de 9% ao ano, somente com a valorização do IR postergado, você teria de volta os 12% de seu salário em 16 anos.

Pela tábua, está simples que se deseja ter um espaço de tempo menor para se ter de volta os 12% do salário, portanto, precisa procurar aplicações com perfil de maior risco. No entanto, é necessário tomar zelo com o risco e determinar por aquele adequado ao seu perfil.

Reforço, que o favor explicado é somente uma das vantagens de se utilizar em um projecto de previdência do tipo PGBL. Em breve, explicarei outras desta modalidade de resultado.

 

Michael Viriato é professor de finanças do Insper e sócio fundador da Morada do Investidor.

Manadeira

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *